sexta-feira, 8 de julho de 2016

Amor



Amor
Escondo de ti o olhar
Não quero que me vejas chorar.
Esconderei  a dor e o amor
Que um dia quisemos trocar.
Escondo de ti as palavras
Escritas mas nunca usadas.
Esconderei os sonhos reais
Na promessa de sermos leais.
Escondo de ti o que sou
Se fiz bem ou para onde vou.
É melhor que sofra sozinho
Que morrer sem o teu carinho.
luíscoelho
Julho,2016,08

15 comentários:

  1. Intenso e lindo poema de amor! Gostei de ler! abração,chica

    ResponderEliminar
  2. Um poema perfeito com uma foto sublime. Adorei


    Beijo e um sábado feliz

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. ~ ~ ~
    Não há ninguém que escreva poemas de amor
    sentidos, lindos e despretensiosos, como tu, Luís.
    Beijinhos para ti e para a tua musa.
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  5. Bom dia amigo, este é mais um dia que DEUS criou para nós, e nos deixou a mensagem de gasta-lo com muito amor, e que amor, como ELE sabia do que falava, porque de amor, e com amor ELE nos criou.
    Amai-vos uns aos outros como EU vos amei, espero que alguns de nós o possamos fazer sem que sejamos mal entendidos, e tantas são as promessas de amor e com essa linda palavra que tão poucas vezes é sentida...tantas maldades se fazem utilizando o santo nome em vão.
    Amigo o seu poema é lindo como lindos são os seus textos, histórias e narrativas, mais uma vez antes de comentar prometi que eram só duas palavras e lá vai mais um testamento, me desculpe mas eu não aprendo.
    Tenha um santo domingo e já agora, que a nossa selecção seja vencedora, beijinhos de luz e paz.

    ResponderEliminar
  6. Um poema de amor cheio de sentimento.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  7. O Amor é alegria aberta
    Que se partilha na sua pureza.
    O sofrimento, na sua crueza,
    Retrai os sonhos e a Alma aperta.

    Abraço
    SOL

    ResponderEliminar
  8. Belíssimo poema. Parabéns e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  9. Um poema soberbo. Gostei bastante.
    Anda bem sumido, ta tudo bem contigo?

    Abração Luis!
    Uma ótima semana!

    ResponderEliminar
  10. É triste termos de esconder a dor e o amor.
    Tão nostálgico e tão belo.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  11. Caro Luis,
    Ao poeta cabe cantar as suas dores, mas a poesia permite que, se não as tiverem, que a inventem. De uma ou de outra forma, nascem os poemas. Felizmente, nascem os poemas. Parabéns, meu amigo, pelo seu , “amor”, poema de grande beleza.
    Um abraço.
    Pedro.

    ResponderEliminar
  12. As feridas são curadas com o tempo,
    Mas o tempo não as sara num repente.
    Só desejo que o tempo dê alento
    Para estares, no teu lugar, por entre a gente.


    Abraço
    SOL

    ResponderEliminar
  13. Olá Luís

    Um poema sobre Amor

    Admiro quem o saiba fazer
    eu... nem uma palavra consigo escrever
    sobre AMOR.

    ....

    a sério? com tanto amor
    diz: É melhor que sofra sozinho!!!

    Eu, na minha modesta opinião acho que o amor é partilha,
    daí que nunca se está sozinho.

    Cá para os meus lados tenho um post novo, em cada blog - são 3!
    Como sempre digo sobre os meus blogues,
    é uma aprendizagem constante tanto para mim, que obrigo-me a fazer pesquisas
    e o que venho a saber através das mesmas;
    bem como para quem me visita.

    Caso queira saber os links aqui estão:

    http://momentos-perfeitos.blogspot.pt/
    http://tempolivremundo.blogspot.pt/
    http://pensamentosimagens.blogspot.pt/

    Beijinho.

    ResponderEliminar
  14. Ha momentos no amor
    em que as flores expressam
    sentimentos de dor

    ResponderEliminar