sexta-feira, 25 de março de 2016

Desilusão





(Flores do meu jardim-foto minha)

Amor que me feriste a saudade
E me anoiteceste sem piedade
Deixa-me gemer, gritar à vontade
E procurar os cantos desta solidão.
Tu não sabes do amor toda a verdade,
Nem eu sei do amor toda a razão.

Vem o calor do tempo que o vento leva,
Mas  para a noite longa maior dor reserva.
Abraça-me e a força do amor já se renova,
Já aquece e fortalece o bater do coração,
Coisas simples que num abraço se comprova,
E também redobra a força desta paixão.

Amor, palavra solta, onde se perde a liberdade
E a vida renasce com sabor de igualdade.
Olhares que se vivem e partilham sem maldade
Vidas que se geram na própria identidade. 

luíscoelho
Março 25/2016

16 comentários:

  1. Poesia linda, profunda! Desejo uma alegre e feliz Páscoa junto aos teus! abração,chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para ti e para os teus desejo uma Santa e Feliz Pascoa.

      Eliminar
  2. Maravilhoso e profundo poema. Amei
    A imagem está proibida, não se vê, é pena.

    Desejo-lhe uma Santa Páscoa.
    Beijos
    Coisas de Uma Vida 172

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia querida amiga.
      Retribuo o carinho de Boas Festas Pascais. Que Cristo Ressuscitado a todos nos abençoe.
      Relativamente à foto não sei porque a retiraram. É minha e aqui no meu jardim.
      Voltei a recolocá-la. Não tenho nem no blogue nem em sitio algum fotografias de cariz sexual e esta manhã recebi um aviso que eu estava ilegal porque tinha fotos de conteudo pornográfico, que se não retirasse seriam eles a fazê-lo. Simplesmente ignorei.

      Eliminar
  3. Meu Amigo.
    Quantas saudades sinto de visitar todos vcs como fazia antes,
    mas nessa data tão especial venho desejar uma feliz Páscoa a vc e toda sua família.
    Quando ao seu poema amigo.
    È de uma beleza impar um sentimento absolutamente profundo.
    Feliz Domingo.
    Abraços.
    Evanir.

    ResponderEliminar
  4. Olá, Luís...sensibilidade e lirismo profundo...belo "Amor, palavra solta, onde se perde a liberdade"...da nossa existência ao mundo e às pessoas em volta nos deparamos com uma realidade que funciona diferente, por vezes, ao que achávamos ser . E assim,por vezes, o açoite da noite trazendo consigo o amargo gosto de desilusão...as nossas expectativas frustradas e longe do que pensávamos ser. Penso que curar de desilusão é sempre seguir pelo caminho de enxergar a realidade, aceitá-lo e aprender a gostar...Obrigado,Feliz e abençoada Páscoa, belos dias, abraços!

    ResponderEliminar
  5. Que lindo poema, Luís.
    Não vejo é onde possa haver motivo para a 'Desilusão' do título!
    Também acho uma pena não ser visível a imagem, mas já li a sua explicação, atrás.

    Há coisas estranhas! Quem escreve e mostra imagens de cariz sexual, não dizem nada e mandam retirar fotos de flores?
    Se fosse comigo, reclamaria justiça. Enfim...

    Renovo os desejos de uma Páscoa feliz, para o Luís e família.

    ResponderEliminar
  6. Lindo e profundo!
    lamento que estas coisas sobre a imagem estejam a acontecer.

    Uma Feliz Páscoa para o Luís e aqueles que ama.

    Um beijinho também para a Maria José.

    ResponderEliminar
  7. Olá Luis
    Muito obrigado pela visita.

    Sobre o dia dos Padrinhos não faço a mínima ideia
    nem sequer sabia que havia o dia das Madrinhas,
    soube hoje quando pesquisava para fazer o post

    às vezes surpreende-mo-nos com estas coisas

    tal como agora estou surpreendida com o que diz sobre a foto
    ele há cada uma.....
    Voltei a recolocá-la. e esta manhã recebi um aviso que eu estava ilegal porque tinha fotos de conteudo pornográfico, que se não retirasse seriam eles a fazê-lo.
    My God.


    Venho desejar-te uma Feliz Páscoa, com algumas amêndoas de chocolate!

    Está mesmo a apetecer-me... são carências afectivas (só pode).

    Beijinhos da Tulipa.

    ResponderEliminar
  8. Olá, como tem passado?
    Retribuo os meus votos de boa Páscoa!
    Um abraço!

    ResponderEliminar
  9. Com quem a tristeza fica,
    a saudade de quem parte,
    a solidão entristece vida
    repressão proíbe a liberdade.

    Para tudo há solução,
    desde que haja boa vontade
    a mágoa apoquenta o coração
    sem dó nem piedade!

    Belo poema de amor, saudade e solidão,

    Feliz Páscoa, amigo Luís, na companhia quem mais ama, um abraço,
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  10. Olá, Luís, bom dia...também li, acima, a explicação sobre as suas imagens, lamento muito pelo que está ocorrendo, deve ter havido algum engano deles, melhor reportá-los!
    ... agradeço pelo carinho da visita, Feliz semana, belos dias, abraços!

    ResponderEliminar
  11. "(...)Abraça-me e a força do amor já se renova,
    Já aquece e fortalece o bater do coração,(...)".
    Não há Amor mais belo do aquele que nos prova,
    Nos veste de ternura e nos arma de paixão.


    Abraço
    SOL

    ResponderEliminar
  12. *Linnnnddddooooo poema !!! \o/

    *Adorooooooooo teus escritos, amigo Luís Coelho !!!

    Como já te disse um dia, deves pensar seriamente em editar um livro !!!

    ResponderEliminar
  13. Olá Luís!
    Um lindo poema, bem construído. Adorei!
    Abraço e uma ótima semana!

    ResponderEliminar